Nossa História

O Município de Farias Brito está localizado no sul cearense, microrregião de Caririaçu, distante de Fortaleza em torno de 475 km. O nome Farias Brito é em homenagem ao filósofo Raimundo de Farias Brito. Antigamente o município era chamado de Quixará.

Farias Brito é um município da microrregião de Caririaçu, no estado do Ceará, no Brasil. Sua população estimada em 2015 era de 18 861 habitantes. Localiza-se na Região Metropolitana do Cariri

O município de Farias Brito, antigo Quixará, fica no sul do Estado, entre vales e socalcos e em terras irrigadas pelas águas do rio Cariús que lhe atravessa o território de um a outro extremo.

Limita-se com os municípios de Crato, Nova Olinda, Várzea Alegre, Caririaçu, Tarrafas, Assaré, Cariús, Altaneira. Este se divide em quatro distritos: Farias Brito (sede), Cariutaba, Nova Betânia e Quincuncá. Apresenta um clima Tropical semiárido brando, tendo temperatura variável entre 22 e 32 graus centígrados, sendo mais frequente a temperatura de 28 graus. A época invernosa (quando acontece) vai de janeiro a abril, escasseando em maio; em junho começa o verão, que se prolonga até dezembro, costumando haver trovoadas entre os meses de janeiro – abril e novembro – dezembro. O município apresenta como acidentes geográficos a Serra do Quincuncá, Rio Cariús, Riachos do Romão, Contendas e Foveiras. Sobre o aspecto das riquezas naturais, ocorrem apenas as jazidas calcárias e argila plástica, no reino mineral, e, no reino vegetal, extração de madeiras para uso fabril e doméstico.

A principal fonte de riqueza do município é agricultura de subsistência, notadamente as culturas de arroz, do feijão, milho, amendoim, produtos básicos à economia local. A agricultura é a principal atividade econômica com destaque para a produção de milho, feijão e amendoim. O cultivo do arroz é mais predominante no Vale do Cariús e com relação ao feijão a produção é realizada em todo o município com um maior destaque na região leste.  As áreas frutíferas em escala comercial produzem banana, tomate sendo que outras frutas como: manga e goiaba são para o consumo familiar. A venda de galinhas caipiras e carneiros também são predominantes no nosso município

A atividade pecuária, embora pouco desenvolvidas tem significado econômico local, pois abastece a população no fornecimento de carne e leite.  A pecuária apresenta-se com produção bovina por pequenos produtores, mas pulverizada em todo o município. E a apicultura é uma atividade iniciante em que as expectativas são favoráveis demonstrando-se com bastante potencial. O extrativismo é bastante acentuado por conta da extração da lenha para abastecimento do município de Crato e serve também para alimentar os fornos de produção da cal. A extração do calcário é feita de forma rudimentar, porém a cidade de Farias Brito, destaca-se como uma das maiores produtoras do estado do Ceará. Embora a cal venha de forma industrializada diretamente para o comércio, ainda persiste a produção da Cal ainda de forma rústicas em algumas localidades.  O município possui pequenas indústrias além do beneficiamento da cal, como a produção de mel e a fabricação de móveis e mini fabricas de confecções, fábrica de tijolos. O comércio destaca-se no centro da cidade com várias lojas dentre elas ressaltamos as lanchonetes, padarias, sorveterias, pequenos supermercados, Agências Bancárias, Cartórios, etc. Observa-se ainda o fluxo da população que se desloca para as cidades circunvizinhas como Crato e Juazeiro do Norte, na busca de outros tipos de produtos não ofertados no nosso município.

A área geográfica onde se localiza o atual município de Farias Brito, foi antigamente, campo de atividade da valente tribo Cariús, que habitava grande parte da zona sul do Ceará e sertão pernambucano.

O povoamento da terra teve início no primeiro quartel do século XVIII e se originou da concessão de datas de sesmarias a alguns pioneiros. Registro da crônica histórica dá conta que um dos vultos marcantes da formação da comuna foi o coronel Francisco Gomes de Oliveira Braga, chefe político muito influente que conseguiu que fosse o povoado elevado à categoria de vila em 1890.

O Distrito foi criado por ato de 22 de julho de 1873, e lei provincial n° 2042, de novembro de 1883, com a denominação de Quixará. Foi elevado à categoria de vila pelo decreto estadual nº 82, de 13 de outubro de 1890, desmembrado de Assaré.

Por lei estadual nº 1794, de 1920, é extinto a vila de Quixará, sendo seu território anexado ao município de Santana do Cariri. Em de 26 de julho de 1926, o distrito de Quixará deixa de pertencer ao município de Santana do Cariri, para ser anexado ao município de Crato.

Pelo decreto estadual nº 193, de 20 de maio de 1931, o distrito de Quixará deixa de pertencer ao município de Crato, sendo incorporado ao município de São Mateus. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Quixará, volta a pertencer ao município de Crato.

Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Quixará, pela lei nº 268, de 30 de dezembro de 1936, desmembrado de Crato. Pela lei estadual nº 2194, de 15 de dezembro de 1953, o município de Quixará passou a denominar-se Farias Brito.

O município é constituído de 4 distritos: Farias Brito, Cariutaba, Nova Betânia e Quincuncá.

Para todas as formalidades administrativas, você pode ir à prefeitura de Farias Brito Rua José Alves Pimentel, 87. Mas você também pode contatar a prefeitura por telefone ou por e-mail, pelo endereço abaixo.
fariasbrito@fariasbrito.ce.gov.br

Voltar ao topo

© Prefeitura Municipal de Farias Brito Ceará. Todos os direitos reservados.